quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Alexandre e suas estórias

Eu não sou da leitura, e ela não é minha. Eu queria que fôssemos um do outro, de almas entregues, mas a vida tem disso, de dar certo e de não. O incompatível daqui é o que deixa o lugar vago para outros pares, mais bem combinados. Contudo, sou um amante de estórias... me fascinam em suas diversas formas e plataformas.

Levaram-me pausados meses entre o início e a última página do Maré vazante e outras estórias, livro do muito querido amigo Alexandre Melo; meses, afinal, eu não sou da leitura (ma não é culpa dela, é minha). O livro é uma junção de estórias brotadas da mente afiada do Alê, que usa as palavras com tamanha destreza que elas lhe parecem filhas, paridas de parto normal, frutos benditos do ventre de sua imaginação perspicaz. São doze contos que perpassam e narram as dores e amores de ser gay com uma qualidade de execução que é característica do Alê. Vários trechos queria ter eu mesmo escrito; e tantos outros, queria ter eu mesmo vivido. Consulta, Julio, A janela, O sofá, Paulo são alguns dos meus preferidos; neste último, pude ver um pouco de mim no personagem central: teimoso, passional e impulsivo. E um carinho especial pelo belo Não segure a minha mão - que eu achei um primor narrativo sem preço.
Numa visão geral, Maré vazante e outras estórias é um livro desbocado, subversivo, multifacetado e divertido, tal qual o seu autor, e eu tenho orgulho de ter recebido minha cópia com dedicatória deste que virou peça rara. Agora é a vez do Melo brilhar com dois contos seus publicados no Homossilábicas Vol. 2, coletânea de contos gays, uma obra conjunta de escritores e colunistas, quase uma orgia literária que promete múltiplos prazeres.

O livro custa a bobagem de R$ 20,00 no site da Editora Escândalo e com frete grátis, ouvi dizer. Se quiser melhor, Alê tá sorteando um exemplar lá no blog dele. Basta deixar um comentário neste post aqui, e o resultado sai amanhã. Vamo lá deixar um parabéns e um boa sorte, que o lindo merece.


P.S: Alê e toda a turma, saudades!

2 comentários:

  1. Melo é o cara! tenho os dois ... li os dois ... PHODÁSTICOS mesmo ...

    bjão

    ResponderExcluir
  2. Pohán,,,assim você me desanca no sentido melhor da palavra..
    que palavras doces e que saudade imensa de ti...
    foi um dos livros que entreguei com mais carinho (não desmerecendo os demais).
    sabes que te amamos muito!

    ResponderExcluir

© 2008-2017 wando joe [ from joe ]