sábado, 20 de setembro de 2014

[ OVERDUE ]

Eu tenho estado ausente; minhas cartas, privadas da escrita por um tempo. Embora meus textos sempre dependam de inspiração que os brote, a desculpa na manga que justifique este sumiço é o meu filho.

Eu disse meu filho? Quis dizer meu filme:

OVERRATED
Eu escrevi uma história sobre aquelas fases na vida em que tudo parece desmoronar, numa época em que tudo na minha vida parecia desmoronar. Pareceu-me apropriado usar do recurso, já que me faltava a energia para lidar com o problema de outra forma.
Daí, levei o projeto adiante e fiz um filme. O estágio atual é o da pós-produção, que parece não ter fim. Parece sequer ter meio. E este processo tem sido o meu blog pelos últimos meses. Investindo meu tempo, meu amor e suor e miolos nesta história é o meu atual escape. Acima de tudo, o filme é uma extensão deste blog, de ambos seu remetente e destinatário. É uma extensão literal, uma longa carta visual. Na história, o personagem principal é este mesmo Benin a quem escrevo há seis anos. Acredita? Seis anos completados em agosto. Tal como minhas postagens neste endereço da web, meu filme é uma ferramenta de auto-reflexão com a qual presenteio a mim mesmo - e a quem mais se juntar a mim no caminho. Eu projeto no Benin aquele eu alcançável, aquela versão de mim que pode vir a ser. E, em escrever o roteiro - como o universo escreve a vida -, deixo o personagem tomar as decisões que eu sonho em um dia tomar. Assim, nele eu me espelho.

Quem conta histórias sonha em inspirar o outro, e não sou diferente. Não ignoro que este blog tenha inspirado a outros, gente da vida real. Contudo, confesso: blog ou filme, texto ou imagem, eu quero poder inspirar a mim mesmo; como iluminado pelo amigo que busco em mim - e que, com sorte, inspiro outros a buscarem em si. Num post ou na tela.

Eu volto.

4 comentários:

  1. fala mais desse filme?

    é curta? é longa?

    gente, fiquei curiosíssimo.

    ResponderExcluir
  2. @ Antônio: é um curta, aproximadamente 25 min de duração. Filmado em Sydney. Na histório, o personagem, Benin, lida com uma cadeia de eventos ruins, tentando passar por eles com o mínimo de desgaste, mas tendo que se pôr de pé para tomar decisões.
    Tem cenas de making of e fotos e fatos de bastidores na página do FB, só clicar na foto do post :)
    Beijo,

    [j]

    ResponderExcluir
  3. Seu blog tem me inspirado muito, diria até mesmo iluminado dias escuros. Dias ocres, que ganhavam com sua sensibilidade e humor um bocado de doçura. Sempre passo por aqui pra ver ser algo foi postado e juro que sinto falta. Em tempos onde tudo é tão exposto e a necessidade de curtidas é real, a profundidade dos seus textos tem feito falta por aqui. Volte logo.

    ResponderExcluir
  4. @Kadu: Muito obrigado pelo comentário e por dividir sua experiência com as minhas experiências. Me alegra saber que o que eu compartilho tenha esse efeito. Sei como é bom.

    Eu não forço minha postagem, e por isso às vezes dou um pausa. Eu preciso que as palavras saltem para o texto sozinhas. De qualquer forma, tá fluindo de novo e acho que estou meio que voltando, por ora :)

    Valeu pela visita.
    Tudo de bom,

    [j]

    ResponderExcluir

© 2008-2017 wando joe [ from joe ]