quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Ou começa bem ou...

Nesse domingo último fui ao teatro com minha prima. Peça de comédia, eu já conhecia o grupo e gosto dos caras, então fui certo de que iria rir um bocado.
Quinze minutos de peça se passaram e eu comecei a perceber que aquilo ia feder. E aí me toquei que quando consumo qualquer produto cultural minha mente funciona de forma que, se eu começar não gostando daquilo, eu perco a "ereção" pra essa coisa e aí não tem mais jeito, o interesse diminui numa exponencial. Eu posso até terminar de assistir ou ouvir, ou seja lá o que for, mas fico desacreditado até o final. E tem um momento de cruzada de linha, sabe? Eu vou absorvendo, aguentando, e então chego num ponto máximo; passando deste, cagou tudo.
Em suma, a peça foi ficando cada vez menos engraçada e eu fiquei odiado e fui embora pensando se volto a ver essa galera um dia. Porque na minha cabeça, peça de comédia tem que ser de doer a mandíbula.
Mas é inevitável pensar, por um segundinho, que é possível que tenha ficado muito ruim porque eu achava aquilo menos interessante a cada minuto, tipo birra de criança...
Nããão... foi bem ruim mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© 2008-2017 wando joe [ from joe ]