quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Pergunte-me como!

Ontem me peguei pensando: relacionamentos são complicados, certo? Confere.
Mas e se não fossem? Em teoria, eu acho que seja possível uma relação em que duas pessoas tenham seus espaços individuais, e o relacionamento se dê não pela fórmula 1 + 1 = 1, mas sim 1 + 1 = 2. Ou seja, duas pessoas juntas não viram uma coisa só; duas pessoas juntas viram DUAS pessoas, ora, juntas!

Como seria se os filmes passassem a nos mostrar casais sem problemas, harmônicos, que não encontram tempo nem motivo para desentendimentos e, principalmente, mantém sua vida de indivíduo tão saudável quanto sua vida de dupla?

Fato é que a arte não só se inspira na realidade, mas principalmente influencia essa realidade - é uma relação de troca, em que as duas partes se encontram no meio. Se víssemos mais casais assim no cinema, teríamos referência de como nos comportamos em um relacionamento, e talvez as coisas fossem mais pacíficas. E, por sua vez, a arte faria seu papel de retratar a vida.
Vai dizer que você não é influenciado por aquilo que você vê?

Quem souber de exemplos de histórias fictícias assim, com casais exemplares, que comente.

Um comentário:

  1. Bem pensado Joe... as pessoas, muitas vezes, preferem seguir algo, ao invés de "criar" algo.
    Não é um exemplo de casal - e nem sei se ele se enquadra aqui - porém, em novelas, as da atualidade, o que a personagem principal usa, sempre vira moda.

    Abraço

    Leo

    ResponderExcluir

© 2008-2017 wando joe [ from joe ]