quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

NÃO é possível

Sofri calado uns dias atrás, mas o assunto tem me irritado tanto, e cada vez mais, que tinha que conversar sobre: a enorme incapacidade das pessoas de dizerem não. Fiquei imaginando se isso é coisa de brasileiro, que é bonzinho demais e teme ferir os outros, ou se é pura covardia mesmo. Já falei disso contigo uma vez, e outra vez gritei indignado com uns (que não sei se me 'ouviram'), mas desta vez quero ser bem específico.

Ninguém parece querer nada muito sério com ninguém hoje em dia, até aí eu já entendi. Mas as pessoas insistem em trocar telefone comigo, e fica implícita a dinâmica do "vamos nos falando". Mas os malditos, de repente, perdem o interesse, e cometem a deselegância de não me informar. Eu, se tenho o telefone, ligo. Eles não atendem.

Que vontade de torturar esses caras, ao invés de ficar torturando a mim mesmo?

Eu sou neurótico. Ponto. Quando uma pessoa faz isso comigo, eu naturalmente acho que estou sendo inconveniente, ansioso e chato. Sinto como se tivesse uma gastrite emocional. Meu sonho é que eles me atendessem pra dizer que não querem mais - ou, mais fácil, mandassem uma sms, já que o medo de dizer "não" é tão grande. Eu mesmo passei por isso dia desses, mas pelo menos dei satisfação.

Começo a concluir que, mais do que ouvir um terrível "não", as pessoas têm medo de dizer não às outras. Já pensou? Que futuro tem uma sociedade fragilizada dessa, que não funciona com negativas porque ninguém é capaz de dizer "não" nem forte para ouvir um?
Talvez seja só eu, mas ó, é nessas horas que essas regrinhas sociais me cansam? Sabe, fala logo que não tá a fim e pronto, depois cada um cuida do seu. Uma questão de respeito, sabe. É pedir muito?

Não é!

"how you hurt me, and you don't see it, again I am the child
I'm tired of walking on eggshells, so terrified to fail"

8 comentários:

  1. Que 2011 seja cheio de "nãos" sinceros, sem perder a cabeça, sem perder a amizade! E de "sims" também, claro!!!

    Beijão e feliz ano novo!

    ResponderExcluir
  2. Cara sei bem como é isso. Seria bem mais aceitável nem trocar o telefone. Ficou, curtiu o momento e pronto não precisa demonstrar falso interesse de que quer alguma coisa a mais. A pessoa se engana e passa esse sentimento para outra pessoa que não tem nada haver com os problemas dele. As vezes da vontade de xingar o cara ou mandar uma SMS mandando ele se fuder, sabe! Porra meu....

    ResponderExcluir
  3. É por aí mesmo Joe ... não dá muito para entender esta dinâmica do ser humano ... pq as coisas não podem ser mais simples ...

    "Que 2011 seja cheio de "nãos" sinceros, sem perder a cabeça, sem perder a amizade! E de "sims" também, claro!!!" [2]

    Felicidades

    Bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  4. @Edu: sim, para todos nos! valeu!

    [j]

    ResponderExcluir
  5. Eu sou um, que tenho problemas absurdos para dizer um não de uma vez. Fico uber sem graça.

    Joe, me ensina?

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  6. também acho isso um saco! o que tem em dificil de falar não!? tem coisa que realmente não dá pra entender!

    ResponderExcluir
  7. Bah, sei bem como é isso. Sou uma das pessoas que não conseguem dizer não... tenho uma coisa que me trava (oi?) na hora e solto um sim meio avulso e depois fico sofrendo horrores com isso. Minha terapeuta ajudou bastante em umas sete ou oito sessões, mas ainda assim, a dificuldade existe. Não sei o motivo dessa infeliz conduta, mas tenho e sofro tanto quanto os que ganharam meu "sim meia-boca".
    Difícil!

    ResponderExcluir
  8. Tem toda razão. As pessoas acham que não dizer um "não" na cara teria um efeito eufêmico e anestésico. Mas é justamente o contrário.

    Pior do que perder uma expectativa, é se perder em uma inexistente.

    Um abração!

    ResponderExcluir

© 2008-2017 wando joe [ from joe ]