segunda-feira, 11 de julho de 2011

Enquanto isso, no trabalho...

Meu chefe é daquelas pessoas engraçadas sem querer. Nem percebe que seu jeitão abobado faz rir. Dia desses, a gente começou um assunto que desenrolou até parar em outro canto bem distante e, no meio do caminho, tava ele me dando conselhos pra vida. Que eu tomasse cuidado com as amizades. Que tem muita gente errada no mundo, e que eu sou um menino bom e devo ficar de olho; que existe muita promiscuidade por aí. Foi quando ele deu uma pausa, tomou ar, e disse:

- Assim, não tenho preconceito nem nada disso, mas... (breve pausa) você gosta de mulher ou de homem?

Trabalho com ele há quase 3 anos e nunca toquei no assunto, mas também nunca fingi não ser gay. Apenas não comuniquei o fato, fiquei na minha. Contudo, achei que ele já devia desconfiar.

Não aguentei o jeito como ele me perguntou. Eu tive que rir, antes de responder "de homem". Ele, então, prosseguiu com os conselhos.
E assim foi meu outing pro meu chefe. Divertido e sem estresse.

10 comentários:

  1. Hahaha, comigo aconteceu uma situação parecida esses dias. Só que foi uma amiga da faculdade que perguntou. Num bar. No meio de milhões de conversas e conselhos. Assim, que tem que ser, eu acho. Ou não. Talvez nem tenha que ser. Ou tenha, tem gente que gosta de saber.

    Ah, quer saber? Sei lá :p

    Beijo Joe!

    ResponderExcluir
  2. Que bacana um chefe assim, o meu é quase assim, com a certeza de que ele NUNCA irá perguntar.

    ResponderExcluir
  3. Ah, achei legal do seu chefe.
    Natural, espontâneo e simples.

    E curti aqui!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. obviamente, nem sempre precisa de drama...

    ResponderExcluir
  5. E o mais bacana foi ele ter continuado com os conselhos! Ah se ele visse um certo vídeo... :-)

    ResponderExcluir
  6. Ah se ele visse um certo vídeo[2]

    sem mais

    bjos

    ResponderExcluir
  7. que video?!?!

    ehehe. meu outing quando cheguei aqui na agencia nem precisou ser feito. até fiz, mas todo mundo já sabia quando eu fui contratado, inclusive meu chefe.
    e isso é tratado com muita naturalidade por aqui. como tinha que ser!
    feliz por vc.

    bj

    ResponderExcluir
  8. Joe,
    Tem dica de como agir qdo o chefe e o
    próprio Pai e nao de tem o mínimo de vondade
    de escutar essa pergunta vindo dele?
    Gui

    ResponderExcluir
  9. Hahaha! Que bacana. Adorei.

    No meu caso, por outro lado, não sei se teria a mesma receptividade.

    Abraço apertado!

    ResponderExcluir
  10. Pow que bacana que ele aceita com naturalidade, e vc fala com naturalidade...
    Acho esse tipo de pergunta muito intima e xereta, rs nem respondo...
    Mas...temos que ter jogo de cintura agindo da maneira que nos sentimos bem...
    Forte abraço!

    ResponderExcluir

© 2008-2017 wando joe [ from joe ]