sexta-feira, 8 de julho de 2011

Um beijo, São Paulo


Big girls don't cry (versão da Lily Elise, minha preferida do The Voice). Linda e adequada.


Era pra ser inesquecível, e foi. Aparentemente, foi só eu chegar na cidade e o tempo frio deu uma trégua (pelo menos até perto do fim da viagem, quando esfriou de vez); abriu um solzinho gostoso que brilhava por entre o vento gelado, que soprava pra ninguém reclamar.
Wans e Alexandre me receberam mais uma vez e, olha, não tem hotel no mundo que eu preferisse a essa estadia. Aprontamos tudo que o feriado+fim de semana nos permitiu. Tivemos o Edu com o Mau e o David com o boy, muito fofos e engraçados, como de costume.

Os meninos me apresentaram lugares que eu adorei, de imediato. Depois paguei de guia turístico pra minha amiga Fernanda, levando-a por passeios que eu adoro repetir. Foi ótimo andar à tarde na Paulista e à noite na Augusta, como se o mundo inteiro coubesse por ali.

Marquei de ver três amigos do Twitter, não consegui ver nenhum. Vi, porém, uma arroba com quem jamais esperava esbarrar, e digamos que essa parte foi boa e ruim. Digamos ainda que eu já citei esse urso por aqui uma vez. E isso é tudo que eu tenho a dizer sobre isso.

Enquanto gays de todo o Brasil acompanhavam o movimento da Parada Gay no domingo, eu fiquei de cama, recuperando meu fígado de uma imprudência do sábado à noite. Mas só depois de dar uma volta pela Liberdade acompanhado pelo adorável SG, que eu, enfim, tive o prazer de conhecer além da tela. Tímido (mais do que eu), mas uma graça o moleque. Queria passar o dia inteiro com ele debaixo da coberta, jogando papo fora e comendo besteiras no sofá. Parecíamos dois amigões de longa data, revelando contos e segredos da vida real. Ainda bem, não perdi a chance de um abraço ou dois.

Esta ida a SP teve um peso diferente de todas as outras; já começou e perdurou com ares de saudade. Fiquei ainda mais próximo dos meninos. Virei oficialmente o bebê da Mansão Bewilde - e foi assim que me senti: parte da família. Os dois papais me levaram pra desfrutar da vida boa no centrão, e cuidaram de mim quando tudo desandou. E como foi divertido! Sinto falta do Wans gritando Xaaan e das conversas descabidas daqueles dois. Quando deixei o ninho, o estranhamento foi de todos. Deividi, por outro lado, fez o papel do terceiro pai, o durão, aquele que dá bronca e conselho, mas depois abraça com carinho. Estão todos no meu coração.

Eu disse que teria registro, e aqui está. Claro que um vídeo não é suficiente pra dividir com vocês esses momentos meus, mas vale a compilação de alguns deles. Tem até eu bêbado, então saiba que a coisa não tem como ficar mais exposta do que isso. Enjoy!



Um beijo enorme pra todos que tornaram inesquecível essa viagem. Que este não seja o beijo derradeiro!
Se cuida.

22 comentários:

  1. ficou perfeito o vídeo. Parabéns pela edição.

    Saudades da turma, só falta conhecer o [j]. Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Own. Obrigado, Joe.

    Prazer imenso, te conhecer pessoalmente. Repito aqui todas as palavras que publiquei, num post exclusivo.

    Olha. Se você tivesse feito a proposta antes de nos despedirmos, puxava você pra minha casa no metrô, mesmo! Hahahahaha!

    Adorei o vídeo, tanto quanto os takes originais sem edição, que vi na sua câmera! Continue fazendo muitos outros, onde quer que você esteja (e como esteja).

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  3. Muito legal mesmo. O vídeo conseguiu capturar e transmitir todo o sentimento que você descreveu no texto.
    E, tecnicamente falando, ficou impecável. Gostoso de assistir. Tua alegria me contagiou.
    Muque de Peão

    ResponderExcluir
  4. Joe, vc está se mudando para Londres?

    Abraços,

    Marcio (RJ)

    ResponderExcluir
  5. yay, que supimpa!!! volta logo [joezinho] que estamos com saudades! ontem falamos de você, eu/mau e w/m. :-)

    ResponderExcluir
  6. Joe, vc sabe o quanto te amamos, né? E dessa vez foi ainda melhor. Vc conseguiu nos tirar de casa e isso é um feito. O vídeo tá lindo, e vc consegue hipnotizar quem vê. Adorei a cena em que eu te ligo. Pareci seu pai, né? Um beijão, beibe.

    ResponderExcluir
  7. own, que bunitinho.
    o momento tequila foi o melhor.
    adooooooooooro!

    ResponderExcluir
  8. Ah, eu queria ter essa perspicácia pra editar vídeos e tal. E uma câmera decente hahaha.

    Mas hein, vamos marcar nosso café no Skype então!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  9. @Foxx: brigado, guri! =)

    @AD: brigado! dá saudade mesmo dessas pessoas! Um dia a gnt se esbarra por lá, quem sabe.

    @SG: ah! se eu nao tivesse passando tao mal, ne? hehehe nossa eu tava pessimo aquele dia. nem sei como rendi tanto assunto. ;*

    @Luciano: brigado, ótimo ouvir isso.

    @Marcio: Nao, hehe.

    @Edu: =D volto, assim que der. Saudades tmb. =*

    @Wans: lindo! Total papai voce me ligando, adorei tmb. =*

    @Dêco: melhor pq nao foi em voce a ressaca, ne. hehehe nao, mas ficou engraçado sim, eu mesmo nao aguento ver, morro de rir. Um vexame sem fim.

    [j]

    ResponderExcluir
  10. Confesso que baixei o vídeo pra guardar off-line, favoritei online e tudo mais. :-)

    E sim, a gente sabe como foi "depois" do vídeo, W&M nos contaram. Menino safadinho, tomou toda a tequilinha!! :-)

    ResponderExcluir
  11. Adorei o vídeo! Legal ver a galera junta! Só uma coisa: os skinheads do vídeo eram do bem, estavam justamente reunidos para discutir a participação na Parada (como o fizeram). Conheço um deles, e de homofóbico ele não tem nada, até porque é gay. O pior é que o preconceito é via de mão dupla, e foram parar na cadeia sem fazer nada, apenas por serem skinheads.

    ResponderExcluir
  12. Dorei o vídeo, pena que na sua vinda pra cá não nos trombamos. Beijao

    ResponderExcluir
  13. DPNN, ele3s podem até ser do bem, mas da maneira como nos olharam não foi nada amistoso.

    ResponderExcluir
  14. [joe]. que dizer?
    wans disse tudo já..

    we lov u

    ResponderExcluir
  15. (via Edu)

    O vídeo ficou mesmo bacanérrimo!
    Amigos (sem esquecer da tequila), são garantia de farra (im)pecável!
    Muito bom!
    =)

    ResponderExcluir
  16. Invejinha total, heheh

    Mas é sempre bom ver blogayros em video, hehe

    abs

    ResponderExcluir
  17. @DPNN: de fato, a forma como o grupo nos encarou não foi nada simpática. Chame preconceito ou o que for, eu chamo de defesa mesmo, foi esquisita a cena.

    @Melo: Brigado, gato <3

    @Hope*: brigado!

    @Ma: nao costumo ver blogayros em video, mas acho bacana tmb. brigado!

    [j]

    ResponderExcluir
  18. Ahahahha! Adorei, Joe! "A vodka não me domina mais..." kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
    Beijão.

    ResponderExcluir
  19. Sim, a gente sabe que as pessoas são de verdade, e vive esbarrando com as fotinhas delas nos mesmos blogs que visitamos, mas ver em movimento, no filme é super diferente !!
    Bem legal ! O video é ótimo !!
    Abraço !

    ResponderExcluir
  20. Também conheci o casal a pouco tempo e adorei..

    ResponderExcluir

© 2008-2017 wando joe [ from joe ]