terça-feira, 22 de dezembro de 2015

mais gratidão, menos desculpas

,

Tenho a impressão de que 2014 e 2015 se passaram em um único ano, tipo um combo "leve 2 por 1" pouco satisfatório. Parece que, com o avanço da idade, mais rápido os dias se perdem. Este 2015 se foi ligeiro, deixando uma amargura danosa de insucesso, porém com algumas leves nuances de momentos felizes; assim, acho elegante não reclamar.

Lá no 22 de outrubro de 2013, eu – perdido da vida – fiz uma tatuagem simbólica do tempo e espaço e da condição de mente em que me encontrava. E hoje, a passeio de férias com meus amigos, marquei na pele minha segunda, também expressiva em suas significações.

Um dos conceitos embutidos no novo desenho, gravado no posterior da coxa esquerda, é o de "foco nos durantes": por uma vida vivida mais no presente e menos no passado ou futuro. Como já vem o fim de ano e aquele compromisso com novos hábitos, pois que se possa saborear a essência dos momentos, estar no agora. Quero me ensinar a ser mais positivo enquanto há conserto – antes que a rabugeira me acometa.


*Título do post inspirado nesta série de quadrinhos.

Um comentário:

  1. Gratidão sempre cabe ! Por mais que a gente ache muito, um ano talvez seja pouco na vida toda, e a histórias que deram errado num ano podem ser parâmetros para o resto da vida toda ! Sei lá, olha a viagem !
    Que venha 2016!

    Abraço !

    ResponderExcluir

© 2008-2017 wando joe [ from joe ]